top of page

Provas Públicas de Doutoramento de Sara Soares



Sara Palma Soares, doutoranda do Programa Doutoral em Psicologia através de um acordo de supervisão conjunta entre o Iscte e a Université Libre de Bruxelles, defenderá a sua tese intitulada "Why do we learn science better when it looks like a novel?". As provas públicas (em inglês) estão agendadas para o próximo dia 4 de abril às 10:00 no auditório B1.02 do Iscte-Instituto Universitário de Lisboa.

Poderá assistir através de Zoom, Meeting ID: 87899511033.



Resumo

A ciência é ubíqua e aprendê-la é vantajoso. Contudo, esta aprendizagem é desafiante, devido a uma lacuna entre pensamento quotidiano e pensamento científico. O presente trabalho subscreve à proposta de destacar a componente de literacia da educação científica, através da investigação do impacto dos textos narrativos enquanto ferramentas de aprendizagem científica mediadas pela literacia. Propusemos um diálogo entre quadros teóricos multidisciplinares e identificámos duas questões complementares para examinar a questão da aprendizagem com textos narrativos científicos, concernentes, em primeiro lugar, aos resultados de aprendizagem e, em segundo lugar, às condições e processos que os geram (Capítulo 2). Desenvolvemos materiais de aprendizagem para investigar estas questões (Capítulo 3). Relativamente aos resultados de aprendizagem, estudos comportamentais (Capítulos 4 e 5) e de eye tracking (Capítulos 5) mostraram que jovens adultas/os com pouco conhecimento científico prévio aprendem ciência de textos narrativos a vários níveis de compreensão. O primeiro estudo mostrou que esta aprendizagem pode ser superior ou equivalente àquela produzida por textos expositivos, dependendo do tópico científico. Relativamente às condições e processos de aprendizagem, os mesmos estudos mostraram que um conjunto de características das/os aprendizes contribuíram conjuntamente para esta aprendizagem. O segundo estudo mostrou que atenção a e pensamentos sobre ação humana contribuíram independentemente para a aprendizagem (Capítulo 5). Finalmente, um estudo qualitativo revelou como textos narrativos e museus podem preencher lacunas entre pessoas e ciência (Capítulo 6). Globalmente, os resultados sugerem que os textos narrativos podem ser uma ferramenta útil para aprender ciência e aproximar as/os aprendizes da faceta humana da ciência.

71 visualizações

Comments


bottom of page