top of page

Participação do CIS na Noite Europeia dos Investigadores

O Iscte - Instituto Universitário de Lisboa faz parte do consórcio SCIEVER - Ciência para todos com outras universidades portuguesas, entre as quais a Universidade de Lisboa (coord.), para a organização da Noite Europeia dos Investigadores (NEI).


No passado 30 de Setembro, a edição de 2022 da NEI teve lugar um pouco por toda a Europa. Lisboa foi uma das cidades que acolheu a edição deste ano e o nosso centro de investigação esteve presente para apresentar duas atividades. Marina González e Pedro Simão Mendes dinamizaram a participação do CIS na NEI em colaboração com as investigadoras Raquel António e Joana Alexandre.


Raquel António apresentou uma atividade interactiva sobre Cyberbullying dirigida principalmente a adolescentes e jovens adultos. O objectivo desta actividade foi alertar para a presença do bullying na internet, especialmente nas redes sociais, e informar sobre as formas apropriadas de lidar com isso. Prevenir o (cyber)bullying é um passo importante para a inclusão. Durante cerca de três horas de atividade, vários participantes passaram pela tenda do CIS no Museu de História Natural e Ciência, testando os seus conhecimentos sobre o cyberbullying e aprendendo um pouco mais sobre o tema.

Para a investigadora Raquel António, esta "foi uma experiência muito enriquecedora!", tendo salientado a partilha da sua investigação e sensibilização de temas relevantes com "pessoas de várias áreas e idades (...), seguindo o mote da inclusão e da ciência para todas as pessoas".

Mais tarde nessa noite, o projeto Erasmus+ YARD4ALL foi apresentado pela investigadora Joana Alexandre. Durante esta atividade, crianças (e adultos) envolveram-se em diferentes desafios, desde adivinhar que vegetais estavam escondidos (em imagens ou dentro de caixas), desenhar uma horta da escola, até calcular o perímetro de uma horta, ou mesmo estimar os ganhos após um investimento inicial para a horta da escola. Estas actividades pretendiam demonstrar aquilo que o projeto desenvolveu: ferramentas educativas não formais para a criação de laços entre crianças com e sem necessidades educativas específicas e o ensino de conteúdos de matemática, ciências e empreendedorismo a crianças dos 6 aos 12 anos de idade. A componente inovadora do projeto foi a utilização de modelos entre pares, em que as próprias crianças eram mentoras de outras.

"Ter tido a possibilidade de divulgar o projeto onde estive envolvida a um público diverso, foi uma experiência muito gratificante.", diz a investigadora Joana Alexandre, salientando que ver a interação de crianças, pais e estudantes "permitiu não só discutir pontos em comum com projetos semelhantes que o público conhecia dentro dos seus contextos de vida (por exemplo, escola dos filhos), como também destacar o que o Yard4All traz de diferente", referindo-se ao modelo de pares utilizado no projeto. Para esta investigadora, "o feedback foi sem dúvida muito positivo!".

O CIS tem estado ativamente envolvido em iniciativas de comunicação de ciência como a NEI, na qual participa desde 2016. Em baixo encontram-se algumas fotos da nossa participação em 2022.



60 visualizações

Comentarios


bottom of page