top of page

O projeto HEARTS realiza sessão de intercâmbio com parceiros em Turim

O projeto HEARTS (HEARTS: Higher Education Action Response for Trauma Support, 2023-1-ES01-KA220-HED-000158841) realizou uma reunião de intercâmbio com os parceiros para troca de metodologias entre 10 e 13 de junho de 2024, em Turim, Itália.


A reunião teve lugar no SPAZIO BAC - Barolo Arti con le Comunità acolhido pelo COREP - SCT - Centro Social de Teatro Comunitário, com os seis parceiros do projeto HEARTS (Universidade Autónoma de Barcelona, Iscte, Universidade de Malta, Universidade de Cagliari, Universidade de Turim, e IUHPE: União Internacional para a Promoção da Saúde e Educação). Durante este workshop de intercâmbio, os parceiros partilharam os seus conhecimentos e metodologias para servir de base ao desenvolvimento de um projeto-piloto de intervenção na promoção da saúde mental e na prevenção do trauma nas comunidades do ensino superior.

Foto: cortesia da equipa do projeto

 

Carla Moleiro e Gustavo Aybar Camposano, do CIS-Iscte, conduziram a participação do Iscte neste encontro de intercâmbio. Organizaram um workshop de duas horas centrado na formação de competências multiculturais e na interseccionalidade. Na primeira hora, Carla Moleiro utilizou um exercício prático para sensibilizar e discutir competências multiculturais quando se trabalha com e para pessoas de diferentes origens sociais minoritárias. Na segunda hora, Gustavo Aybar Camposano apresentou os potenciais desafios que os profissionais podem enfrentar quando trabalham com identidades estigmatizadas interseccionadas ou duplas minorias, utilizando migrantes LGBTQ+ como um estudo de caso.


O workshop terminou com a apresentação de formas para os profissionais desenvolverem competências multiculturais e os benefícios de grupos para a saúde. Também forneceu à equipa HEARTS recomendações tangíveis a ter em conta no desenvolvimento de intervenções de saúde mental com e para estudantes e trabalhadores/as universitários/as diversificados/as.


A equipa do HEARTS está atualmente a fazer inquéritos e a entrevistar os alunos do Iscte para compreender melhor as suas necessidades. Desta forma, as intervenções do projeto-piloto HEARTS podem ser adaptadas aos alunos e ao pessoal do Iscte (e às suas necessidades).

Foto: cortesia da equipa do projeto

19 visualizações

Comentários


bottom of page