top of page

Arranque do projeto GreenCity4Aging

Decorreu a 18 de maio de 2023 a reunião de arranque oficial do projeto “GreenCity4Aging: os efeitos dos passeios verdes urbanos na mobilidade, integração social e idadismo em relação às pessoas mais velhas”. Este projeto, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (Ref. 2022.03478.PTDC) e realizado em parceria entre o CIS-Iscte, ISTAR -Iscte e Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), é coordenado pelas investigadoras Sibila Marques (CIS-Iscte) e Sara Eloy (ISTAR-Iscte).


Nesta kickoff meeting foram discutidos os principais desafios estratégicos e metodológicos do projeto assim como as tarefas a desenvolver nos próximos três anos. Participaram na sessão os consultores internacionais, Moritz Hess (University of Applied Sciences, Niederrhein) e Willem Snel, assim como os investigadores Filomena Gerardo-Ponciano (SCML), Inês Filipe (SCML), Miguel Ramos (University of Birmingham), Leonor Bettencourt (CIS-Iscte), Joana Mendonça (Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Lisboa), Luís Dias (ISTAR-Iscte), André Samora-Arvela (ISTAR-Iscte), e Mariana Montalvão e Silva (CIS-Iscte).


O GreenCity4Aging é um projeto com o selo SocioDigital Lab que pretende examinar os efeitos das chamadas “ruas verdes” – ruas que incorporam elementos de vegetação e mobilidade ativa – na mobilidade e integração social de pessoas mais velhas. De acordo com as coordenadoras do projeto, existe um “especial interesse em compreender como o desenho das ruas verdes pode afetar os sentimentos de discriminação e de idadismo (discriminação com base na idade) percebidos pelas pessoas mais velhas”. Envolvendo uma equipa multidisciplinar que reúne psicólogos, sociólogos, arquitetos e ciências da computação, este projeto pretende informar o desenho de “ruas verdes”, nomeadamente ao considerar os seus impactos nos sentimentos de (in)segurança por parte da população mais velha.

© 2020 Gabriella Clare Marino | Unsplash

84 visualizações

Comments


bottom of page