top of page

Provas Públicas de Doutoramento de Carolina Santos



Carolina Santos, estudante do Doutoramento em Psicologia, defenderá a sua tese intitulada "Paternal Involvement: contexts and quality. Its implications for the quality of children’s socio-emotional adjustment". As provas públicas estão agendadas para o próximo dia 15 de março de 2024, às 14:30, na sala B328 (Edifício 4) do Iscte-Instituto Universitário de Lisboa


Resumo

Apesar do aumento da participação do pai na vida quotidiana da família, políticas que promovem o desenvolvimento saudável das crianças continuam a centrar-se principalmente nas mães, sendo os pais frequentemente considerados como uma figura secundária. Assim, o principal objetivo deste projeto é contribuir para o crescimento do conhecimento sobre o pai, e o seu papel no desenvolvimento das crianças, de forma a sustentar novas políticas sociais. Está organizado em quatro estudos, com o objetivo de: (1) Identificar perfis de envolvimento paterno e explorar diferenças em função de características do pai, criança e família; (2) Explorar como características da criança estão associadas ao envolvimento do pai; (3) Analisar preditores do envolvimento, considerando o estilo parental, escolaridade, horas de trabalho do pai, e características da criança; (4) Testar associações entre a qualidade dos comportamentos parentais, níveis de oxitocina e problemas comportamentais das crianças. Os resultados em geral, revelaram que pais mais envolvidos em todas as dimensões tinham níveis mais elevados de escolaridade, eficácia parental, horas de trabalho da mãe, e rendimento familiar. Nas crianças mais novas, pais estavam mais envolvidos no ensino/disciplina e brincadeira com filhas mais extrovertidas; nas crianças mais velhas, pais estavam mais envolvidos no ensino/disciplina e brincadeira quando as crianças apresentavam maior afetividade-negativa, especialmente rapazes. Ainda, para o envolvimento nos cuidados diretos, a escolaridade e horas de trabalho foram preditores significativos; no ensino/disciplina, o estilo autorizante; na brincadeira, a escolaridade. No ensino/disciplina e brincadeira, foi encontrada uma interação entre o estilo autorizante e a afetividade-negativa da criança. Por último, a sensibilidade e a intrusividade do pai estavam negativamente e positivamente, respetivamente, associadas a dificuldades de internalização e níveis de oxitocina das crianças. Estes resultados contribuirão para promover um envolvimento ativo e positivo do pai com impacto no bem-estar das crianças e das famílias.

62 visualizações

Comments


bottom of page